POEMA AOS BEBES DA CASA AMARELA.

DSC_0050 (2)
 
Quando o pôr-do-sol
Do último dia chegar,
Parte de nós vai partir
E parte de nós vai ficar.

Os animais sobre a mesa
E a cozinha de brincar,
Vão ganhar vida nas mãos
De quem fica…
E ter vida para sempre,
Dentro dos que para sempre,
Hão-de cá estar.

E entre o balançar das árvores
E dos dias, e dos anos,
Os caminhos vão-se fazendo.
Cada vez mais claros.
Cada vez mais perto.

Passo a passo.
Memória a memória.
Os momentos, a infância,
Nunca serão Passado;
Mas a praia de areia fina
Que suporta o mar de uma vida,
No seu abraço mais apertado.

(Catarina Correia dos Santos, Agosto 2014)

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s