A Casa Amarela Infantário

Um sítio perfeito para se crescer.

POEMA AOS BEBES DA CASA AMARELA.

DSC_0050 (2)
 
Quando o pôr-do-sol
Do último dia chegar,
Parte de nós vai partir
E parte de nós vai ficar.

Os animais sobre a mesa
E a cozinha de brincar,
Vão ganhar vida nas mãos
De quem fica…
E ter vida para sempre,
Dentro dos que para sempre,
Hão-de cá estar.

E entre o balançar das árvores
E dos dias, e dos anos,
Os caminhos vão-se fazendo.
Cada vez mais claros.
Cada vez mais perto.

Passo a passo.
Memória a memória.
Os momentos, a infância,
Nunca serão Passado;
Mas a praia de areia fina
Que suporta o mar de uma vida,
No seu abraço mais apertado.

(Catarina Correia dos Santos, Agosto 2014)

 

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: