Mães para Adopção

mom-and-baby

Todos nós quando nascemos adoptamos uma mãe. As pessoas, regra geral, pensam que é ao contrário. Mas não é. Olhamo-la, tiramos-lhe as medidas, testamo-la e, por fim, tomamo-la como nossa.

Às vezes, essa mãe calha a ser a pessoa que está mesmo ali quando abrimos pela primeira vez os olhos. E, muitas vezes, quase sempre, está ao lado dela uma outra pessoa que também passará a fazer parte de nós. E ainda bem. Assim ela poderá dar-nos o seu sorriso macio, enquanto a firmeza do abraço dele nos promete o recanto mais seguro de toda a nossa vida.

Por vezes, essa mãe calha a ser a pessoa que está mesmo ali quando abrimos pela primeira vez os olhos mas, não está lá mais ninguém. E a estas mães, eu tenho de entregar o meu maior respeito. Só elas sabem como é, como foi, tudo muito mais difícil do que elas próprias esperaram. Há quem diga que não há mães solteiras. Há quem diga que há mães sozinhas. Eu digo que há mulheres que têm de ser tantas coisas, que os “nomes” se tornam absolutamente irrelevantes. E no meio do burburinho das queixas das amigas, às vezes, fica apenas a lembrança de que logo ao final do dia, não haverá ninguém com quem compartilhar nenhuma história… E que isso sim, podia até ser alvo de uma pequena queixa, houvesse alguém para ouvi-la.

Mom-and-Child

Outras vezes, essa mãe é alguém que nem estava lá quando abrimos os olhos nem teve qualquer decisão sobre o nosso nascimento. E, ainda assim, pôs-se ternamente a jeito para que sobre ela, pudéssemos edificar a nossa existência. É uma mãe que não nasce do desejo da carne mas da ternura que encontrou no seu coração.

Por isso, quando nascemos e adoptamos uma mãe, abrimos uma caixinha de surpresas que nem ela – a própria mãe… – tem a mínima ideia do que será… A felicidade de uma criança começa neste dia no qual, tem por direito, encontrar a surpresa mais bonita de toda a sua vida… Uma mãe com as suas virtudes e o seus defeitos, com os seus altos e os seus baixos mas, acima de tudo, humana.

Catarina Correia dos Santos
Psicóloga Clínica e Directora d’ A Casa Amarela
18fad8bcd1edae35be6fd014e23611b9
Fotos: Momcircle.com, kykapp.com et al.

One thought on “Mães para Adopção

  1. Boa tarde,

    Catarina deixou-me a chorar com o texto…. E não podia concordar mais com o seu texto.

    Beijinhos e Feliz dia do beijo….

    Deixo-lhe com o link de uma música que diz muito a mim e á sofia…. Apropriada ao dia em questão tps://www.youtube.com/watch?v=Z9Dw9ek53e0

    Mamã Joana

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s