Flu… Flutu… Flutuação?!…

Pois… Não foi uma palavra fácil… Tem alí uns trocadilhos pelo meio, sílabas a mais, é preciso soprar pelo nariz… Enfim… Um caos de palavra! Mas convenhamos que o prazer de poder atirar com tudo para dentro de água suplantou as nossas expectativas… e compensou definitivamente todo o esforço empregue na aprendizagem do nome.

Foi a nossa experiência de ciências de ontem. Ainda é cedo para percebermos porque é que o anel de plástico flutua e o carrinho de metal vai ao fundo… 

E até para perceber porque é que o barco de papel flutua durante algum tempo… e depois vai ao fundo?! – a ideia que “meteu água” não parece responder a todos os factos. : ) 

Mas já ficámos a perceber que uns ficam à tona e outros afundam; e que a isso deram um nome completamente despropositado…! Flu… Flutu.. Flutuação?!…

Até breve,

Catarina Correia Santos

Psicóloga Clínica e Coordenadora da Equipa ACA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s